+55 (41) 9 8445 0000 arayara@arayara.org

Guerra entre Rússia e Ucrânia mobiliza Arayara

Organização oferece apoio a ativistas climáticos que vivem na região

O Instituto Internacional Arayara lamenta o início das operações militares da Rússia na Ucrânia, iniciando a guerra entre os dois países. A participação de imigrantes ucranianos e descendentes é marcante nas campanhas da Arayara. O Brasil é o país com a quarta maior população de ucranianos fora do país, sendo que 80% se encontra no Paraná.

A Arayara está em contato com ativistas climáticos que tem sido perseguidos na região de combate. A organização se dispôs a acolher aqueles que conseguirem fugir da guerra. Vale lembrar que um dos motivos para o conflito é a questão da energia, tema amplamente estudado pela Arayara, que vê nas energias limpas e geração descentralizada uma saída para evitar a dependência do mundo das energias advindas dos combustíveis fósseis.

Entenda o contexto

Conforme matéria do jornal Estado de S. Paulo, de 24 de fevereiro de 2022, as hostilidades entre Rússia e Ucrânia não são novas e remontam ao fim da Guerra Fria. Mas uma série de acontecimentos recentes, que incluem crises internas, expansão de esferas de influência e revoltas pró-democracia ajudam a explicar por que Putin escolheu este momento para avançar novamente contra seu vizinho.

Confira o resumo com os sete argumentos que teriam levado a Rússia a invadir a Ucrânia, conforme reportagem do Estadão:

1. A Rússia argumenta que a “A Ucrânia nunca teve uma tradição de um Estado genuíno”. Defende o discurso de “um só povo”, que divide uma mesma história, pois é uma ex-república , com a mesma religião, cultura e idioma.

2. Com a criação das Organizações do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em 1949, uma aliança era composta inicialmente apenas por países ocidentais, a Rússia sente sua hegemonia ameaçada.

3. Não tem sido boa a relação da Rússia com os dois presidentes ucranianos. Há questões entre os dois países mal resolvidas envolvendo movimentos de países vizinhos contra a Rússia4. Ameaças no quintal

4. Há outras estados descontentes com o governo russo. Em Belarus e Casaquistão, manifestantes se reuniram em protestos massivos contra aliados à Putin. Ele atribui a instabilidade à interferência ocidental.

5. A Rússia vem enfrentando crises internas, como a corrida pelas vacinas, para atenuar a pandemia de Covid e também mudou a constituição para se manter no governo sem prazo pra sair. O país é uma potência bélica, em especial de armas nucleares. Sua economia é baseada em recursos não renováveis e seu PIB é cerca de metade do do Estado da Califórnia

6. A popularidade do presidente russo anda em baixa. O governo vem adotando medidas impopulares, incluindo uma ampla reforma previdenciária em 2019, e medidas que estagnaram o padrão de vida dos russos. A ideia seria repetir a experiência de 2014, quando a taxa de aprovação de Putin disparou após a anexação da Crimeia.

7. Especialistas acreditam que a principal motivação de Putin, é também demonstrar sua força contra as potências ocidentais. O que demostra poder tanto para dentro do país quanto para fora. A visão disseminada sobre a Rússia na imprensa dos países do ocidente, principalmente nos que integram a Otan, é uma ameaça sob a perspectiva russa.

Link para assistir a matéria do G1 sobre a comunidade ucraniana no Paraná:

https://g1.globo.com/google/amp/pr/parana/noticia/2022/02/24/comunidade-ucraniana-no-brasil-repudia-invasao-russa-e-relata-preocupacao-atinge-toda-a-humanidade.ghtml

 

Foto do post: Tropas russas na fronteira com a Ucrânia.
Foto: Igor Vsevolodovich Girkin

Compartilhe a informação.

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados

Nossas redes

Nos encontre nas redes: @arayaraoficial

Endereço: Rua Gaspar Carrilho Junior, 001 – Bosque Gutierrez – Memorial Chico Mendes 80810210 Curitiba, PR.

Telefone: +55(41) 99845-3000

E-mail: arayara@arayara.org

 

Contato